LYNK & CO, O IRMÃO DA VOLVO COM GARANTIA VITALÍCIA

1 May 2017

 

A Lynk & Co, a nova marca da chinesa Geely, portanto irmã da Volvo, acaba de lançar mais uma “bomba” de comunicação, ao dizer que os seus carros vão ter garantia vitalícia. Esqueça os sete anos da Kia ou os trinta anos anticorrosão da Mercedes-Benz, a nova marca desenvolvida em Gotemburgo vai oferecer garantia dos seus automóveis para toda a vida.

Para o modelo de negócio tradicional, isto seria um imediato suicídio, mas a Lynk & Co é tudo, menos tradicional, anunciando muitas coisas novas na maneira de lidar com os seus futuros clientes. As vendas estão previstas a partir do final deste ano para a China. A chegada à Europa e EUA só está prevista para 2018, sendo que a fábrica está localizada na China. Mas voltemos ao modelo de negócio, para perceber o que há por trás deste anúncio da garantia vitalícia.

 

A marca vai tentar ceder os seus modelos mediante uma assinatura, como hoje se faz de uma revista ou de uma conta no Spotify: enquanto o cliente pagar a mensalidade, pode usar o carro; quando deixar de pagar, entrega-o. Sem mais complicações, sem entradas, sem taxas adicionais, sem valores residuais, nada. Ou seja, a marca nunca deixa de ser a proprietária do carro, na verdade, apenas o aluga. Portanto, a questão da garantia nem se aplica nestes casos, que seria a maioria dos seus clientes, por isso se associou aos especialistas de compras pela internet da Alibaba.

Claro que se um cliente quiser mesmo comprar à vista ou com financiamento, também o poderá fazer, mas isso não vai de modo nenhum ser promovido, porque vai ser usada uma política de preço fixo, sem descontos e o negócio será feito através da Internet. Não vão existir concessionários da Lynk & Co, apenas algumas boutiques onde, quem não quiser fazer a transação pela internet, poderá se dirigir para ter um interlocutor humano.

 

A Lynk & Co diz que as novas gerações querem distância dos concessionários tradicionais, mas a verdade é que, sem eles, portanto fazendo o negócio direto com o cliente final, sempre terá mais lucro. Mas e a manutenção, como será feita? A resposta dos visionários da marca diz que vai ser tudo muito fácil: o cliente marca um dia no site e alguém irá buscar o seu carro para fazer a manutenção e depois entregá-lo de volta. Mas onde serão mudados o óleo, as pastilhas e todo o resto? A ideia inicial é ser estabelecido um acordo com as atuais oficinas da Volvo, para fazerem manutenção e reparação dos Lynk & Co, uma vez que a plataforma dos seus modelos vai ser a mesma CMA (Compact Model Architecture) que vai servir de base também aos próximos S40, V40 e XC40. Mas Alain Visser, o vice-presidente da companhia, já disse que se não for possível chegar a um acordo com os concessionários da Volvo, não exclui a hipótese de fazer contratos com oficinas de outras marcas, ou de marca nenhuma, o que implica um mínimo de formação para alguns mecânicos e as eventuais ferramentas especiais necessárias. Não parece uma ideia de execução imediata.

 

Galeria de fotos do CONCEPT 01(SUV) E 03(SEDAN)

 

 

Mas há mais. Os clientes vão poder comprar um carro em sociedade, existindo depois um aplicativo que determina quanto cada um terá de pagar mensalmente, de acordo com o tempo que usou o carro. Além disso, qualquer um deles poderá alugar o carro, quando nenhum dos sócios precise dele, através de um aplicativo, ao estilo da AirBnB. A conetividade é outra das bandeiras da Lynk & Co, que anunciou que todos os seus modelos vão estar sempre ligados à internet e que isso também fará parte do pacote, quando o cliente fizer a assinatura. Para garantir que a sua “cloud” vai funcionar como deve ser, associou-se aos especialistas da Ericsson.

 

Outra das novidades é a ausência de opcionais. O cliente poderá escolher entre oito cores e nada mais. A marca diz que as novas gerações já não dão valor a muitos dos opcionais disponíveis em algumas marcas, que só se interessam em ter segurança, um bom nível de equipamento e conetividade. Mas a verdade é que a ausência de opcionais poderá fazer descer os custos de produção e de logística em 25%, o que certamente será muito apreciado pelos donos da Geely. Para resumir, Alain Visser diz que os Lynk & Co vão ser como smartphones com rodas. Na verdade, com tanta revolução no modelo de negócio, chega a ser estranho que o automóvel em si seja o mais convencional possível: estrutura em aço, motor dianteiro a gasolina, com três ou quatro cilindros, com turbocompressor ou em versão híbrida. Também aqui, a simplicidade parece ser a maneira de não falar na redução de custos, esperando que os clientes cedam ao charme de uma marca de automóveis que se apresenta como uma marca de roupa cara. Até vai ter coleções ao estilo outono/inverno, com novas cores a serem lançadas no início de cada estação.

 

Fontes: por Francisco Mota Autohoje

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

VOLVO BLOG

  • Facebook Volvo Blog
  • Pinterest Volvo Blog
  • Instagram Volvo Blog
  • Twitter Volvo Blog
​SÃO PAULO - SP- Brasil

© COPYRIGHT 2017-2019 VOLVOBLOG | Todos os direitos reservados | Volvoblog é um site independente que não tem nenhuma relação com a Volvo Cars |   Inscrito no CNPJ sob o n° 21.762.759/0001-81