VOLVO DIVULGOU QUEBRA DE RECORDE EM NURBURGRING

 

Nos últimos dez anos (ou até menos), um recorde de volta em Nürburgring Norsdschleife se tornou uma importante ferramenta de marketing para qualquer esportivo moderno. Tão poderosa que algumas fabricantes até mesmo encontram formas questionáveis de otimizar seus carros para isso. Outras, porém, parecem não se importar com isso, chegando ao ponto de quebrar um recorde e não contar para ninguém. Foi exatamente isso o que a Volvo fez. Ou, melhor, não fez.

 

Atualmente, o sedã mais rápido a cruzar os mais de 20 km do Inferno Verde é o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio que, movido por um V6 de 2,9 litros com dois turbos e 510 cv, virou 7:32 segundos em setembro de 2016. Na verdade, o Alfa só recuperou o recorde que havia sido roubado pelo Porsche Panamera Turbo – o incrível sedã de luxo alemão, com seu motor V8 biturbo de quatro litros e 550 cv, percorreu o circuito em 7:38 segundos em junho de 2016. Antes dele, o belíssimo Alfa Romeo já havia feito uma volta em 7:39 segundos, divulgada em setembro de 2015. Disputa apertada, alardeada por ambas as fabricantes na época do lançamento dos respectivos modelos.

 

Mas vamos voltar um pouco mais no tempo. Antes deles, sedã recordista de Nürburgring Nordschleife era o Mercedes-Benz E63 AMG S da geração passada (W212), movida por um V8 biturbo de 5,5 litros e 585 cv. Em setembro de 2013, o sedã deu uma volta em Nürburgring em 7:55, sendo superado dois anos depois pelo Alfa Romeo Giulia.

 

Galeria de fotos:

Ou, ao menos, era o que todo mundo achava.

 

Agora, a Volvo e sua divisão de alta performance, a Polestar, fizeram uma revelação bombástica: na verdade, quem quebrou o recorde do Mercedes-Benz E63 AMG em Nürburgring foi o Volvo S60 Polestar, que em meados de 2016 cumpriu uma volta no Nordschleife em 7:51,110, tornando-se o sedã mais rápido a fazê-lo, com uma vantagem de cerca de quatro segundos – uma margem enorme em tempos de volta.

Mas em vez de produzir vídeos com roncos de motor e trilha sonora épica, edição adrenalínica e frases de efeito, a Volvo simplesmente guardou a fita e não contou para ninguém que havia produzido o sedã mais rápido de Nürburgring Norsdschleife. WTF?

 

Os suecos decidiram revelar a história somente agora, em um vídeo publicado ontem (25).

 

No vídeo, a Volvo atribui os créditos pelo recorde à Cyan Racing, sua equipe de fábrica que participa do Campeonato Mundial de Carros de Turismo (World Touring Car Championship, ou simplesmente WTCC) com o S60 Polestar. Os resultados dos suecos não foram dos melhores na temporada, que terminou com a Volvo na quarta colocação entre cinco fabricantes (sendo as outras Citroën, Honda, Lada e Chevrolet) e com uma única vitória, na China.

 

O vídeo do recorde

 

De acordo com a Volvo, porém, o pessoal da Cyan Racing aproveitou sua ida a Nürburgring dar algumas voltas rápidas com o o S60 Polestar de rua, a fim de realizar testes em sua dinâmica. No entanto, de surpresa, eles acabaram quebrando um recorde durante a sessão. Totalmente sem querer, segundo eles.

 

A Volvo diz que atitude de manter tudo em segredo teve primeiro a ver com o fato de eles serem suecos – eles simplesmente não curtem chamar muito a atenção e preferem seguir em paz com suas vidas geladas na Escandinávia. Mas também com o fato de os testes em Nürburgring Nordschleife fazerem parte do desenvolvimento do Volvo S60, tanto na versão de rua quanto em sua configuração de competição. Ainda segundo eles, também foi uma questão de não revelar estratégias aos rivais antes da etapa alemã do WTCC 2017, que acontecerá amanhã, dia 27 de maio. Agora que estamos às vésperas da corrida no ‘Ring, não faz mais sentido manter segredo.

 

Mas sabem o que é realmente impressionante? O Volvo S60 Polestar que quebrou o recorde do Mercedes-Benz E63 AMG já usava o motor atual, um quatro-cilindros de dois litros que, graças a um turbo e um supecharger, entrega 367 cv a 6.000 rpm e 47,9 mkgf de torque entre 3.100 e 5.100 rpm, moderados por uma caixa automática de oito marchas da Aisin. O carro, que tem tração nas quatro rodas, é capaz de chegar aos 100 km/h em 4,4 segundos, com máxima limitada a 250 km/h. O Mercedes-Benz E63 AMG tinha o dobro de cilindros e quase 600 cv.

 

Discretos, silenciosos e… turbinados. Nunca subestime os suecos.

 

 

 

Fonte: Volvocars, Flatout

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

VOLVO BLOG

  • Facebook Volvo Blog
  • Pinterest Volvo Blog
  • Instagram Volvo Blog
  • Twitter Volvo Blog
​SÃO PAULO - SP- Brasil

© COPYRIGHT 2017-2019 VOLVOBLOG | Todos os direitos reservados | Volvoblog é um site independente que não tem nenhuma relação com a Volvo Cars |   Inscrito no CNPJ sob o n° 21.762.759/0001-81